Ivory Talent

Carregando...

Receba nosso conteúdo por email, em primeira mão.

Enviando... Enviando...
  • Home »
  • Blog »
  • Carreiras em TI: possibilidades para construir a sua e ter sucesso

Carreiras em TI: possibilidades para construir a sua e ter sucesso

Profissional de TI - por Fernanda Pinheiro em 16/07/2020 - Leia em 11 minutos

profissional de TI carreiras em TI
Boas oportunidades e boas remunerações: as carreiras em TI são um porto seguro no mercado de trabalho brasileiro. Descubra o que faz um profissional de TI, quais as carreiras em alta e por onde começar.

Quem trabalhou com TI nos últimos anos provavelmente não sentiu que o país esteve em crise. Indo na contramão do restante do mercado de trabalho, as carreiras em TI continuaram apresentando boas oportunidades de emprego, muitas vezes com flexibilidade de atuação e boas remunerações.

Por esses e outros motivos, trabalhar em TIC, como também é conhecida a área, está se tornando um sonho de cada vez mais brasileiros. Então, se esse for o seu caso, ou se você tem curiosidade e quer entender melhor o mercado de trabalho em TI no Brasil, esse texto é para você.

Continue lendo e descubra:

O que faz um profissional de TI?

Para quem ainda não conhece a área, pode ser um pouco difícil entender o que faz, de fato, um profissional de tecnologia da informação. Isso é reforçado por diversos filmes e séries que não são exatamente fiéis no retrato cinematográfico da profissão. 

Cenas em que um adolescente consegue hackear o Pentágono em questão de segundos, por exemplo, mais confundem do que ajudam a entender o trabalho em TI

Mas, na verdade, neste mundo tão digital e conectado, mais difícil ainda é dizer o que não faz um profissional de TI. Afinal, seu trabalho está em toda parte: nas plataformas de conteúdo, nos sites e aplicativos, em nossos celulares, computadores, tablets e, até mesmo, nos aparelhos eletrodomésticos da casa.

Para ficar em uma definição curta e simplificada, podemos dizer que o profissional de TIC é responsável por gerenciar informação digitalizada, manuseando e mantendo servidores, bancos de dados e afins, além de desenvolver programas e aplicações, criar sistemas de informação, etc.

E, embora isto já seja muito conhecido hoje, vale ressaltar aqui que para atuar em TI, é preciso aprender as linguagens da tecnologia. Isto é, as línguas de programação que são essenciais para a atividade na área, como Javascript, PHP, Python e muitas outras mais. 

Na prática, as línguas de programação são como idiomas que o mundo inteiro da tecnologia compartilha. Ou seja, em outras palavras, trabalhar com TI lhe dá a oportunidade única de colaborar com empresas além das fronteiras brasileiras — e que pagam em moedas estrangeiras, algo ainda mais desejável neste momento de real desvalorizado.

Então, para resumir, existem diversas profissões e carreiras em TI, assim como em qualquer área de trabalho, e cada qual delas exige um leque diferente de habilidades e especializações dos profissionais. 

E é justamente por isso que, para quem está começando agora, é de grande relevância entender quais são as carreira disponíveis em TIC, e quais apresentam as melhores oportunidades de emprego no futuro próximo.

Quais são as principais carreiras em TI?

Para quem já nasceu no mundo digital, a era analógica pode parecer um pouco surreal. As fitas de videocassete se tornaram streams em alta definição, as cartas postais deram espaço aos mensageiros instantâneos, e o mesmo ocorreu com centenas de outras indústrias. 

No outro lado da história dessa revolução tecnológica, milhares de pessoas perderam seus empregos e tiveram que readequar ao mercado de trabalho. Contudo, não há dúvidas, hoje, de que essas perdas de emprego em outros setores foram mais que compensadas pelos enormes ganhos na área de TI. 

Os avanços gigantescos na ciência da computação e áreas afins nas últimas décadas desbloquearam um universo quase sem fim de possibilidades de atuação profissional. Existem, hoje, inúmeras combinações diferentes para se trabalhar com TI do jeito que você quer — e ganhar bem com isso. 

Seja em empresas que estão fazendo sua transformação digital agora ou em startups inovadoras de tecnologia; de casa ou do escritório; PJ ou CLT; no Brasil ou no exterior, se você é da área de TI, é você quem decide como quer trabalhar.

Sim, é um privilégio enorme, mas que só se deve ao fato de que a demanda por profissionais de TI é muito maior do que a oferta disponível no mercado de trabalho hoje. De acordo com uma pesquisa da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação (Brasscom), houve um déficit de 25 mil vagas de TI em 2019.

Essa grande quantidade de vagas ociosas explica, então, porque os salários em TI estão ficando cada vez maiores. No mesmo ano de 2019, houve um reajuste médio de 4% nos salários do setor de tecnologia da informação, o que representa um ganho real sobre a inflação, algo que pouquíssimo ramos de atividade puderam oferecer.

As 5 carreiras de TI em alta hoje no mercado brasileiro

Embora o leque de possibilidades para trabalhar com tecnologia seja bem extenso, e os salários em TI sejam bastante recompensadores, existem algumas carreiras hoje que se destacam do restante. Agora, vamos falar de 5 delas para ficar de olho no mercado brasileiro.

  1. Gerente de TI

Com times cada vez maiores e mais cheios de responsabilidades, se torna imperativo ter um líder capaz de coordenar as equipes e gerenciar os projetos. Essa função cabe ao gerente de TI, uma posição sênior bastante demandada neste momento.

Algumas das principais responsabilidades do gerente de TI são: monitorar os indicadores de performance relevantes à atividade, solicitar e utilizar os recursos de forma eficiente nos projetos, supervisionar e administrar os trabalhos e processos do setor de TI. Bastante coisa, não é mesmo? 

Mas calma, que a remuneração mais que compensa — a posição de product manager (gerente de produto), por exemplo, apresenta no Brasil um piso salarial de R$12.350 e um teto de R$25.152. 

  1. Desenvolvedor

Se você conhece alguém que trabalha na área de tecnologia, há boas chances dele ser um desenvolvedor. Os devs, como também são chamados, são os profissionais que aplicam e elaborar soluções e produtos de TI, podendo ter diversas funções diferentes dentro de uma organização.

O cargo de desenvolvedor mais popular no Brasil é o full stack-developer, uma função mais generalista e que exige um conhecimento extenso do profissional. Em média, um desenvolvedor full-stack júnior pode ganhar entre R$3.100 e R$6.300, ao passo em que um dev sênior tende a ganhar algo em torno de R$8.100 a R$16.500.

  1. Cientista de Dados

Ter bons dados significa ter informações e insights potencialmente inovadores, e é por isso que eles são um ativo cada vez mais valioso. O lado bom, porém, é que os dados estão por toda parte: basta ter alguém que possa extraí-los e analisá-los.

É justamente essa a função do cientista de dados, uma atividade cada vez mais demandada  e bem remunerada pelo mercado. Hoje, um especialista em dados pode ter um salário médio de R$13.000, com o potencial de chegar à R$26.700 com status de senioridade.

  1. Analista em Segurança da Informação

Como foi dito na seção acima, as informações são um ativo de grande valor para as organizações. Mas algumas informações são muito mais valiosas que outras — pense, por exemplo, em dados sobre patentes em desenvolvimento, ou listas de espiões do serviço de segurança nacional que estão infiltrados em outros países.

É por isso que os, ataques virtuais, que são por vezes realizados por verdadeiros exércitos de hackers, se tornaram um negócio extremamente lucrativo. Seja para aqueles que realizam essas operações ilegais quanto para os responsáveis por prevení-las.

Com isso, empregos relacionados à segurança da informação tem explodido em demanda, o que levou a uma valorização tremenda dos seus salários. Analistas em segurança da informação, por exemplo, têm hoje uma renda média de R$5.250 no nível júnior, e de até R$15.750 no nível sênior.

  1. Chief Technology Officer 

Esse é o cargo que todo profissional de TI almeja alcançar um dia. Afinal, o diretor-chefe em tecnologia de uma empresa, ou seu chief technology officer (CTO), é o número 1 na hierarquia da área. 

O CTO é o principal responsável pela determinação de objetivos e metas relacionadas às atividades de TI ou à transformação digital de uma empresa. Ele também elabora estratégias capazes de atingir essas metas, bem como auxilia o gerente de TI na coordenação das equipes de trabalho.

É um trabalho bastante difícil e complexo, mas se você for um dos poucos capazes de executá-lo com maestria, tenha certeza que seu esforço e dedicação serão bem recompensados. A preços de hoje, o salário de um CTO fica, em média, entre R$24.700 e R$50.300 reais.

Confira também: Soft Skills – o que são, como desenvolver e quais se destacam no mercado de trabalho

Por onde começar uma carreira em TI?

Agora que você já tem uma ideia de como funcionam as carreiras em TI, separamos alguns passos com tudo que você precisa para começar a sua hoje.

  1. Escolha uma área de atuação

Como você viu, existem diversas carreiras possíveis em TI, como desenvolvedor full-stack, cientista de dados, analista em segurança da informação, etc. Um bom primeiro passo é, então, dar uma olhada em todas essas áreas e descobrir qual delas é a sua cara. Vai levar certo tempo e suscitar muitas dúvidas, mas pode evitar um retrabalho enorme no futuro.

  1. Aprenda a programar

As linguagens de programação estão presentes no dia a dia dos profissionais de TI, sendo essenciais para poder empenhar as atividades necessárias. Por isso, depois de escolher uma área de atuação, é hora de aprender a programar. 

Hoje, existem inúmeros sites, plataformas e recursos para aprender a programar de graça. Além do YouTube, sites como Khan Academy, Coursera e outros disponibilizam conteúdos de altíssima qualidade que ensinam desde o básico até matérias mais avançadas.

  1. Crie um portfólio

Mas não basta assistir aulas: é preciso colocar a mão na massa e praticar programação você também. Ao longo do seu aprendizado, é importante criar pequenos programas, testes e aplicações para poder acompanhar os exercícios e treinar seus conhecimentos na prática.

Tudo que você fizer, seja para acompanhar as aulas, seja por conta própria, pode e deve ser utilizado em seu portfólio. Além de ter uma página pessoal que reúna todos os seus melhores projetos, você pode criar uma página no GitHub e começar a postá-los, também. 

E, se precisar de um incentivo criativo, não deixe de conferir o Dribbble para começar a fermentar novas ideias.

  1. Faça um perfil no LinkedIn

Se você ainda não tem uma conta no LinkedIn, talvez seja a hora de rever isso. A rede social é a principal plataforma de conexão entre pessoas procurando emprego e empregadores, principalmente na área de TI. 

O LinkedIn é uma porta para diversas oportunidades de trabalho e, por isso, não pode ser deixada de lado. Mesmo que você não seja um usuário assíduo de redes sociais, vale a pena criar uma conta na plataforma e linkar seu perfil com seu portfólio ou site pessoal.

  1. Se inscreva na Ivory Talent

Após ter concluído um curso na área de TI, criado um portfólio pessoal e caprichado no seu LinkedIn, chegou finalmente a hora de se aventurar no mercado de trabalho — e candidatar-se a uma vaga pela Ivory Talent é um bom caminho por onde começar.

A Ivory Talent é uma especialista em recrutamento de tecnologia da informação, unindo grandes talentos com grandes equipes para acelerar a revolução digital das empresas. 

A partir de um banco de talentos, o nosso foco é encontrar perfis que sejam, ao mesmo tempo, técnicos e compatíveis com a cultura organizacional das empresas.

Então, quer fazer parte também? Seja um candidato da Ivory Talent e comece hoje a sua nova carreira em TI!

Esse foi o nosso texto de hoje! Se você gostou e deseja aprofundar seus conhecimentos no mercado de trabalho em TI, desça ao final da página e se inscreva em nossa newsletter. É rapidinho!

Receba nosso conteúdo por email, em primeira mão.

Enviando... Enviando...