Ivory Talent

Carregando...

Receba nosso conteúdo por email, em primeira mão.

Enviando... Enviando...
  • Home »
  • Blog »
  • Recrutamento online: o que é, como fazer e quais as vantagens e desvantagens

Recrutamento online: o que é, como fazer e quais as vantagens e desvantagens

Recursos Humanos - por Fernanda Pinheiro em 21/07/2020 - Leia em 8 minutos

recrutamento e seleção online
Com as novas tecnologias, empresas investem cada vez mais em processos seletivos digitais para economizar recursos e acelerar os procedimentos. Descubra o que é recrutamento online, quais suas vantagens e desvantagens e como recrutar online.

Ter mão-de-obra qualificada e com um perfil compatível ao da empresa é imprescindível para gerar valor aos clientes. É por isso que, entre as grandes prioridades de uma organização, fazer um bom processo seletivo sempre está no topo da lista. E, com o avanço das tecnologias, cada vez mais organizações têm investido em recrutamento online, algo que se fortaleceu ainda mais depois da Covid-19.

Então, neste texto nós vamos abordar tudo que você precisa saber sobre recrutamento online. Continue lendo e descubra:

Quer saber mais sobre o mercado de trabalho brasileiro e o mundo do RH? Assine nossa newsletter e fique por dentro de tudo!

O que é recrutamento online?

O recrutamento online, também conhecido como e-recruitment, pode ser definido como a utilização da internet e de soluções digitais na hora de conduzir os processos seletivos das empresas. 

A possibilidade de prospectar talentos online surgiu no final da década de 90, quando a internet se popularizou nos Estados Unidos e Europa. Já no Brasil, a digitalização do recrutamento só se acelerou a partir dos anos 2010, crescendo bastante a partir de redes sociais como o LinkedIn.

Hoje, o recrutamento online envolve tanto a atração, recrutamento e seleção de candidatos como, até, o onboarding de novos-contratados. Com o advento da pandemia e as medidas de distanciamento social, o recrutamento online se tornou extremamente necessário e virou o principal canal de contratação para a grande maioria das empresas.

Para implementar o processo de recrutamento e seleção online, existem diversas alternativas possíveis que uma empresa pode adotar. As opções vão desde construir sua própria central interna de e-recruitment e utilizar software específico de RH até contratar especialistas em recrutamento

E, assim como qualquer decisão no mundo dos negócios, existem custos e benefícios associados à implementação do recrutamento online. No geral, cada empresa exige uma solução única, adaptada às realidades do caso em questão, mas existem algumas linhas gerais que podemos adiantar.

Então, agora que você já sabe um pouco sobre o recrutamento online, vamos entrar um pouco mais em detalhes na discussão e abordar as vantagens e desvantagens de digitalizar seu processo seletivo. Vamos lá?

Quais são as vantagens do recrutamento online?

A primeira e maior vantagem do recrutamento online é que, em termos de custos operacionais, ele pode ser muito mais barato do que outras opções. 

Realizar um processo seletivo completamente offline exige fazer recepções e cuidar da alimentação e transporte dos candidatos, criar panfletos e anúncios em jornais, além de organizar entrevistas e bate-papos com membros da equipe, o que acaba retirando horas de mão-de-obra que poderiam ser utilizadas para outros fins. 

Tudo isso é ainda pior se a taxa de turnover na empresa for elevada, uma vez que uma alta rotatividade de funcionários exige processos seletivos frequentes e que, somados, podem se tornar bastante custosos.

Por sua vez, o recrutamento online minimiza esses custos laborais e operacionais, utilizando da tecnologia para ganhar produtividade e — mais importante ainda — escala.

Isso porque o recrutamento online permite expandir com facilidade a audiência do seu processo seletivo, aumentando significativamente o número de candidatos por um custo mínimo.

Com isso, sua empresa cria um banco de talentos suficientemente grande para escolher aquele candidato com qualidades técnicas de excelência e cujo perfil comportamental é o mais compatível com a cultura da sua organização.

Outra grande vantagem do recrutamento online é que ele permite processos seletivos muito mais rápidos e fluídos, seja na fase de atração ou de seleção.

Um dos grandes entraves para os processos seletivos tradicionais é a compatibilização de agendas entre candidatos e empresas para as entrevistas, ainda mais se o candidato em questão mora longe. Já no processo seletivo online, essa conversa pode ser feita à distância. 

Isso é especialmente útil em casos de dinâmicas ou entrevistas em grupo. Se reunir com diversas pessoas em um horário específico exige um acerto de agendas complicado, sendo muito mais fácil reunir todos os envolvidos em uma sala virtual do que em uma sala física.

E quais são as desvantagens do recrutamento online?

Apesar de apresentar muitas vantagens, o recrutamento online também possui seus pontos negativos. Um deles é a impessoalidade, que vem do distanciamento físico entre empresa e candidato e que pode permear todo o processo.

Isso porque na hora de escolher um colaborador, é importante observar, por exemplo, como o candidato interage com o restante da equipe, ver o quão curioso ele é sobre o jeito de ser e de trabalhar da empresa, sentir o pulso firme do seu aperto de mão, etc. 

São coisas que, apesar de serem possíveis (até certo ponto) por meios digitais, não conseguem ser avaliadas pelo RH com o mesmo rigor. E, no fim do dia, não podemos esquecer que nós somos seres humanos, e que mesmo a tecnologia não é capaz ainda de eliminar completamente a distância física. 

Ainda, indo mais especificamente na fase de atração do processo seletivo, existe outra desvantagem do recrutamento online: muitas vezes há um número muito grande de inscritos, mas boa parte desses são inadequados para o perfil da empresa ou não possuem as habilidades técnicas para empenhar a atividade com eficiência.

No caso de posições seniores ou que exigem uma qualificação técnica excepcional, o problema pode ser ainda maior. Visto que não existem tanto funcionários bem qualificados no mercado, um recrutamento online mais “generalista” e com muitas etapas pode não ser o bastante para atrair esses perfis mais qualificados a se inscreverem.

Nesse caso, seria mais persuasivo fazer o mapeamento desses profissionais através de plataformas como o LinkedIn e enviar convites privados para a vaga.

Por fim, não podemos deixar de falar dos problemas técnicos relacionados à tecnologia. Para ter uma boa live em grupo, por exemplo, é preciso que todos os candidatos e o RH tenham uma boa conexão com a internet, câmera disponível e microfone de boa qualidade, o que nem sempre é o caso.

Do contrário, poderão haver diversos ruídos e instabilidades que podem comprometer a qualidade da ligação e a capacidade dos avaliadores de analisarem o potencial técnico, as soft skills e o perfil comportamental dos candidatos.

Como recrutar online?

Chegamos ao coração do texto. Aqui, podemos dividir o processo de recrutamento online em quatro etapas principais: a organização, a atração, a seleção e a escolha final. Vamos falar agora como você deve executar cada uma dessas etapas.

Organização

O processo da organização envolve analisar quais são as vagas que precisam ser abertas, quais quesitos técnicos elas demandam dos candidatos, qual será o formato do processo seletivo (se serão entrevistas por vídeo individuais ou em grupo, por exemplo), quantos funcionários estarão disponíveis para auxiliar nas entrevistas e avaliar as respostas dos candidatos, entre outras coisas.

É durante a fase de organização, também, que deve ser planejada como será a divulgação das vagas e quais ferramentas ou plataformas serão utilizadas para receber os currículos, fazer os testes e aplicar as dinâmicas com os candidatos.

Atração

A atração é a etapa em que a empresa busca ativamente novos candidatos para o processo seletivo. Ela faz isso elaborando material de divulgação das vagas em aberto e publicando nas páginas e redes sociais da empresa, sites de recrutamento, entre outros. 

Uma dica importante para a fase de atração é pensar na facilidade de uso e na persuasão do material de divulgação. Ser claro nos chamados de ação, com links diretos para a página de recrutamento online, por exemplo, é essencial para que as pessoas interessadas não deixem para outra hora e acabem perdendo o timing do processo seletivo.

Seleção

Após encher o seu banco de talentos, chegou a hora de selecionar os seus futuros colaboradores. Além de poder utilizar critérios técnicos para filtrar os currículos (buscando capacitações e cursos específicos, por exemplo), diversas ferramentas de testes online permitem averiguar as habilidades do candidato em matemática, português, redação, raciocínio lógico, entre outros.

Se a sua base de candidatos for grande demais para fazer uma análise manual, é inclusive recomendado elaborar testes online antes de entrar na fase de entrevistas por vídeos e dinâmicas em grupo online. Isso porque esses testes podem ser aplicados a custos mínimos e são uma maneira eficiente de filtrar a primeira leva de candidatos.

Por outro lado, se a base de candidatos estiver pequena, é melhor estender as inscrições e atrair mais candidatos antes de continuar a seleção.

Escolha final

Depois de filtrar, testar e selecionar os candidatos, está na hora de oficializar e enviar a proposta de emprego para os escolhidos. Um documento por escrito, com um resumo de todas as condições da vaga, é uma boa maneira de recapitular e acertar todas as questões contratuais.

Outro passo importante dessa etapa é fazer o onboarding. Afinal, é natural se sentir um pouco perdido ao iniciar um novo emprego. O onboarding, então, é uma maneira de dar um norte para os novos colaboradores que estão chegando. 

À princípio, fazer o onboarding pela internet pode ser um pouco difícil e exigir algumas mudanças. Mas, com o tempo, as coisas se ajeitam e, de toda forma, o onboarding online é atualmente a única opção disponível.

Assim, encerramos o nosso texto sobre recrutamento online. Se você gostou, não deixe também de se inscrever na nossa newsletter — basta descer até o final da página e preencher o seu email!

Receba nosso conteúdo por email, em primeira mão.

Enviando... Enviando...