Ivory Talent

Carregando...

Receba nosso conteúdo por email, em primeira mão.

Enviando... Enviando...
  • Home »
  • Blog »
  • Team Building: o que é e qual sua importância para construir equipes coesas

Team Building: o que é e qual sua importância para construir equipes coesas

Recursos Humanos - por Fernanda Pinheiro em 10/06/2020 - Leia em 9 minutos

O team building é uma ferramenta utilizada para unir equipes e melhorar as relações entre colaboradores, com impactos positivos sobre a produtividade da organização e o bem-estar geral dos seus membros.

É fato e os números comprovam: equipes coesas são muito mais produtivas. Ter um ambiente pouco estimulante pode influenciar seriamente o empenho e a motivação dos membros, com impactos negativos sobre o nível geral de produtividade. É aí que entra em cena o team building.

O team building é uma ferramenta simples, mas que pode ser transformadora para uma organização. Além de trazer união para seus pares, essencial para reduzir o retrabalho e evitar conflitos, o team building é capaz de inspirar confiança e autoestima em uma equipe, tornando o trabalho de todos mais produtivo e recompensador.

Continue lendo o texto e descubra o que é team building, e porque essa é uma ferramenta tão relevante para as organizações de hoje.

O que é team building?

O team building é um termo em inglês que pode ser traduzido como “consolidação de equipe”. Em termos práticos, é um processo de médio a longo prazo que tem como objetivo transformar um grupo de indivíduos, que podem estar trabalhando de forma isolada e sem cooperação, em um time coeso de colaboradores que se ajudam, se confiam e se complementam. 

No geral, a construção do team building é encabeçada pelo setor de recursos humanos e costuma envolver diversas atividades e dinâmicas em grupo, que podem ser realizadas tanto em retiros pontuais como em pequenos momentos do dia a dia. E ao contrário do que muitos pensam, o team building é aplicável a diversos tipos de organização, sejam elas de cunho esportivo, militar, estudantil, empresarial ou governamental.

O mecanismo principal por trás do team building é a construção de um ambiente de conforto e confiança para todos os colaboradores. Ao contrário de práticas que visam o aperfeiçoamento meramente técnico, aqui o foco é mais amplo: a ideia é que uma equipe em sintonia seja capaz de enfrentar com muito mais facilidade os desafios e os momentos de grande pressão, sempre presentes no mundo das organizações.

Afinal, quando gostamos do espaço em que trabalhamos e das pessoas com quem convivemos, ficamos mais satisfeitos com nosso papel na organização, não é mesmo? Como consequência, nos tornamos também mais engajados e produtivos, o que resulta em um aumento na eficiência da organização e do nível de satisfação geral de seus membros.

Por que o team building é importante?

Já existem diversos estudos que comprovam os benefícios do team building. Uma publicação revelou que o team building é mais efetivo em melhorar a performance coletiva das equipes do que métodos tradicionais de recompensa, como incentivos financeiros para atingir certas metas. 

Outras pesquisas apontaram, inclusive, que o uso excessivo de recompensas financeiras pode até ser contraproducente! Isso porque quando a ênfase é muito grande na recompensa, a atividade ou trabalho em si, que deveria ser sempre o foco dos indivíduos em uma organização, acaba sendo deixado de lado. 

O propósito do trabalho não deve ser adquirir uma recompensa de curto prazo. A atividade em si é que precisa ser recompensadora para todos os membros da equipe.

Outra questão extremamente relevante para a produtividade de uma organização passa por seus líderes: no geral, a relação mais importante para um membro de um time é justamente a relação com seu líder. 

Apesar disso, muitos gestores em posição de liderança ainda não foram capazes de criar uma atmosfera estimulante para seus colaboradores: pesquisa recente mostrou que 8 em cada 10 profissionais pedem demissão por causa do próprio chefe, o que é um péssimo sinal!

Um alto nível de turnover é um problema sério!

Quando um funcionário pede demissão, quase sempre traz efeitos negativos para o restante da equipe. Um turnover muito elevado é extremamente prejudicial para uma organização. Além de levar à perda de talentos, pode trazer impactos negativos permanentes sobre a performance geral.

Lembre-se também que é natural que os colaboradores conversem com familiares e amigos de outros círculos à respeito do trabalho. Quando o ambiente é aconchegante e as pessoas confiam umas nas outras, a atividade se torna recompensadora – algo que certamente virá à tona na próxima vez que algum dos membros comentarem sobre a empresa.

Aliás, a opinião dos antigos e atuais funcionários é um dos fatores mais relevantes para quem está prestes a enviar um currículo à uma empresa, e já existem inclusive plataformas online que reúnem avaliações de ex-empregados sobre vagas disponíveis no mercado. 

Por isso, além de tornar o trabalho mais satisfatório para os colaboradores, o que diminui essa taxa de turnover, o team building é capaz até de atrair novos talentos para a sua empresa. Afinal, se os colaboradores têm uma impressão positiva sobre sua organização, existe um incentivo muito maior para novos talentos tentarem a sorte na sua organização.

Como implementar o team building em uma organização?

O team building costuma ficar sob a responsabilidade do setor de recursos humanos de uma organização. Em linhas gerais, existem quatro metas que o RH almeja com a implementação do team building. São elas:

  • a construção de relações de trabalho saudáveis e efetivas;
  • a descoberta de soluções para os problemas da equipe;
  • o alinhamento em torno de objetivos concretos;
  • a redução do retrabalho e dos conflitos internos.

Para implementar o team building com efetividade, é preciso elaborar um mix adequado de atividades e dinâmicas envolvendo dois tipos de motivação que atuam sobre um indivíduo: a motivação interna, ou intrínseca, e a externa, ou extrínseca. 

O ideal para que um colaborador se sinta de fato motivado é um equilíbrio saudável entre estímulos externos e internos. Ou seja, é necessário criar um ambiente aconchegante e encontrar maneiras de estimular cada pessoa individualmente, também.

Abaixo você encontra três abordagens diferentes e complementares para iniciar a implementação do team building em sua organização.

Foco nas relações interpessoais

Uma ênfase em boas relações interpessoais, em especial entre os colaboradores e os líderes, é essencial para reduzir os conflitos. É capaz, também, de tornar a atmosfera organizacional mais receptiva, dialógica e positiva. 

Boas relações interpessoais ajudam a diminuir problemas de comunicação, uma vez que as pessoas sentem um maior conforto para dialogar entre si. Isso é especialmente benéfico em momentos de grandes desafios ou quando envolve assuntos mais complexos ou desconfortáveis.

Para melhorar as relações interpessoais em uma organização, é essencial que um membro do RH atue como um mediador nas conversas. Ele deve agir de forma isenta e isônoma, ou seja, não deve de forma alguma demonstrar preferência ou rejeição a um membro específico. Tampouco deve repreender publicamente algum colaborador da equipe!

Agir de maneira diplomática, ser um ouvido generoso e atenuar os conflitos não é uma tarefa fácil. Mas tenha certeza de que, se feita de forma adequada, poderá trazer resultados positivos para os membros e para o time como um todo.

Esclarecimento dos papéis de cada um

É fundamental que os membros de uma equipe compreendam qual o papel de cada um dentro da organização. Isso pode parecer um tanto óbvio, mas estabelecer as responsabilidades, deveres e limites para cada um dos membros é uma tarefa mais difícil do que se pode imaginar à princípio.

A ideia por trás disso é reduzir a ambiguidade em certas atividades que podem ser correlatas. Por exemplo, dentro de um setor específico da empresa podem existir diversas funções que serão mais bem executadas se forem propriamente divididas e atribuídas entre seus membros.

Além de reduzir o retrabalho, um problema presente principalmente nas empresas de maior porte, ter papéis bem definidos para todos ajuda os integrantes a entenderem a contribuição de cada um para o sucesso da organização.

Quando cada indivíduo tem noção de quem é responsável pelo que, é criado um sentimento de interdependência e de valorização do trabalho do outro, dois aspectos fundamentais para uma convivência saudável e produtiva.

Definição de metas e propósitos

Ter objetivos individuais e organizacionais claros é uma maneira simples de trazer propósito aos membros. Quando é estabelecida uma meta a ser cumprida, o indivíduo tem mais facilidade em reconhecer que o seu trabalho está dando resultados. Ele compreende melhor, também, como contribui para o sucesso da equipe.

Todavia, para que uma meta cumpra seu propósito de estimular os colaboradores, é preciso ter duas coisas em mente na hora de defini-la. Primeiramente, é importante incluir os integrantes na hora de planejar e estabelecer os objetivos da equipe. Quando eles fazem parte do processo decisório, há um estímulo individual muito maior para o cumprimento de todas as metas. 

Em segundo lugar, as metas definidas precisam ser realistas, e nem podem ser demasiadamente fáceis ou difíceis. De nada adianta bater uma meta que não auxilie na missão da organização, tampouco faz sentido criar uma meta impossível de ser atingida. Do contrário, a meta pode ter até um efeito reverso, e acabar desestimulando os colaboradores.

Agora que você já sabe dos muitos benefícios do team building, é hora de colocar as mãos na massa e entrar em ação! O início sempre será mais difícil, e possivelmente haverá certa resistência de alguns dos membros para iniciar o processo. Apesar disso, não há motivos para se preocupar: com o tempo as coisas se ajeitam. 

Nesse sentido, vale à pena começar aos poucos e fazer ajustes pontuais na estratégia, de acordo com o feedback dos colaboradores. À medida que o time ganha entrosamento e afinidade, as dinâmicas e atividades de team building tendem a se tornar mais leves e animadas!

Confira também:

Receba nosso conteúdo por email, em primeira mão.

Enviando... Enviando...